Artigos SocialHostInformações do Terceiro Setor

 

A importância da internet no desenvolvimento das Organizações da Sociedade Civil

Há hoje em dia, uma grande influência da tecnologia na vida das pessoas. Especialmente a Internet que está se tornando cada vez mais importante para quase todo mundo. Ela pode ser usada em casa ou no trabalho ou então no trabalho em casa. Tudo o que se procura,  na internet se acha. Mesmo que seja de maneira superficial não aprofundada, lá está a informação para seu estudo, ou desenvolvimento pessoal. E é um espaço aberto para se colocar a própria informação, a ideia de algo que se desenvolveu e que se quer compartilhar.

Em geral, as ONGs usam a internet para agrupamento de informações e para formalizar a rede  de colaboradores e de parcerias. Sites de redes sociais e blogs e fóruns de discussão online provaram ser eficazes plataformas de expressão. Pessoas em diferentes partes do mundo podem colaborar através da Internet. O uso da internet pelas ONGs demonstra a adaptabilidade na obtenção de espaço e também para a construção da consciência, mais rápida e com maior abrangência.

O impacto positivo da Internet nas ONGs

Organizações como SOS Mata Atlântica, Greenpeace ou WWF sabem usar bem a rede com campanhas s e informações para sensibilizar as pessoas em prol de suas causas. Outras ONGs, embora menos conhecidas, também com muita criatividade descobriram a potencialidade que a internet oferece nas varias intervenções onde elas atuam, na educação, terra, meio ambiente, social, saúde, trabalho, agricultura, entre outras.

Há tempos as ONGs já exercem funções de inclusões digitais, principalmente incorporando atividades extracurriculares de informática, em períodos alternados com o do estudo formal. Através de cursos e oficinas, tentam minimizar a lacuna desse meio de informação e ainda promover uma inserção interativa e integrativa de pessoas originárias da classe social com menos oportunidade de acesso à rede de informação digital.

Em alguns países as ONGs tem um importante papel no setor acadêmico e desempenham a função de agente principal na difusão da internet. No Brasil também tem aumentado a disseminação da ideia da Sociedade de Informação e da Sociedade do Conhecimento via terceiro setor. Essa ideia pressupõe a cooperação entre governo, iniciativa privada e entidades e o compartilhamento de responsabilidades para desenvolver linhas de ação na universalização de serviços para a cidadania.

A atuação do governo em projetos de difusão da internet

O governo também atua por meio da inclusão digital proporcionando ao cidadão a sua participação na sociedade do conhecimento, garantindo a disseminação e o uso das tecnologias da informação e comunicação orientadas ao desenvolvimento social, econômico, político, cultural, ambiental e tecnológico, centrados nas pessoas, em especial nas comunidades e segmentos excluídos.

Entre os programas  governamentais estão a implantação da Banda Larga nas Escolas Públicas, cujo objetivo é o de integrar todas as escolas públicas à internet, para melhorar o ensino por meio dessa tecnologia. Cidades Digitais é outro programado governo para ampliar o acesso aos serviços públicos nos municípios através da informatização com aplicativos de governos eletrônicos. O Programa de Inclusão Digital prevê a implantação de Centros de Inclusão Digital e constitui-se em um instrumento de inclusão social, especialmente em comunidades carentes, foca a implementação de Telecentros para o público navegar na rede mundial de computadores, estimulando a educação e capacitando para o trabalho.